Nova modalidade de furto é comentada pela advogada criminalista Fernanda Freixinho

Em entrevista ao Jornal O Globo, a advogada criminalista e professora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Fernanda Freixinho afirma que, a nova modalidade de furto na zona Sul, retirar as pedras portuguesas do calçamento para revender tem penas previstas de um a quatro anos de prisão.

— Se o autor do roubo for preso portando as pedras portuguesas não responderia ao Juizado Especial Criminal (Jecrim), que analisa casos com pena prevista de até dois anos. Ele iria responder na Justiça comum — comentou Fernanda.

https://oglobo.globo.com/rio/morador-de-ipanema-flagra-novo-tipo-de-crime-no-bairro-contrabando-de-pedras-portuguesas-23634990